Blog de Reclamações

portugalium@sapo.pt

fevereiro 04, 2005

Resumo político dos 2 últimos dias

4ª feira:
Santana almoçou com empresários norte-americanos e o Sócrates foi passear a rosa ao peito para a Madeira, jantando no Funchal.
O Portas organiza debates numa tenda móvel e tenciona andar pelo País de tenda. Neste dia (não sei onde) debateu-se para o ambiente, com o Nobre Guedes a ajudar.
O Jerónimo andou por Viana do castelo e matou saudades do tempo em que foi operário. Queixou-se por haver poucos debates.
O Louça andou na rua, de "porta a porta" em Viseu e lá foi dizendo que os outros partidos não têem coragem para fazer o mesmo.
5ª feira:
Em Coimbra, Nobre Guedes pede ao Povo para barrarem o Sócrates. Um apelo inconstitucional, dizem muitos.
O PS reage e vai dizendo que Nobre Guedes está de cabeça perdida.
Louçã acusa o Portas de andar a mandar cartas a antigos combatentes do Ultramar, porque não existe nenhuma novidade, acusa-o de fazer propaganda à custa do Estado.
O Santana diz que o Sócrates é outro Guterres.
O Jerónimo andou por Trás-os-Montes.

Bruxelas pede explicações a Portugal, por terem dúvidas nas contas públicas.
Que de públicas não têem quase nada...

Quanto ao debate entre o Sócrates e o Santana, os temas principais foram:
- vida pessoal
- impostos
- idosos, pobreza, reformas
- função pública
- trabalhar até quando?
- resíduos, co-inceneração
- referendos, como por exemplo, sobre o aborto
- programas de cada um.
O que mais me impressionou foi ouvir o Santana dizer que a cobrança do IVA, do IRC e do IRS só dão para pagar, apenas 1/3 da despesa pública!
Mas o que é que isso interessa?
Interessa apenas para eu ter consciência que, como a despesa pública vai aumentar (é lógico!), vão precisar de mais dinheiro.
E onde o vão buscar?
Por aí...
O Sócrates é tímido e o Santana é atrevido.
O Sócrates sabe falar mas escolhe as palavras, enquanto que para o Santana as palavras saiem com facilidade.
Acho que o Sócrates precisa de tempo para se adaptar a falar para quem ele não vê.
No discurso final o Sócrates não olhou para as câmaras, enquanto que o Santana falava directamente "cá para casa", salvo seja!
Não ponho o País nas mãos de nenhum deles, é mais seguro, pelo menos para a minha consciência, porque votar num era votar em qualquer coisa que não se sabe a dimensão (PS) e no outro seria votar numa dimensão alucinante (PSD).
Tudo o que disseram cronometrado ao segundo, para mim não tem muito valor. São conteúdos demasiado estudados e elaborados, que não me convencem de maneira nenhuma.
A preocupação de cada um deles passa pelo "beija-mão" nos Partidos, segue para os rendimentos pessoais e não acaba nas pessoas, definitivamente, já que eles no desemprego não ficam.
Nas eleições vai-se ver como é que as pessoas se deixam convencer (ou não) pelas posturas. Posturas diferentes, eles têem, pena que sejam simples fachadas em que cada um vê o que quer...
No Sócrates vejo um gajo jeitoso, calmo e com pica para dizer que é o PM.
No Santana vejo um gajo pintas, ansioso e com pica para falar à PM.
Nenhum deles é nada disto... eu sei, mas é a imagem que passam... que hei-de fazer?

Raise The Roof

3 reclamações

Às 11:42, Anonymous Anónimo vai reclamar...

Portugal no seu melhor...
adias

 
Às 14:44, Blogger mabeka vai reclamar...

Os debates não convencem e dão sono por tão previsiveis. Mas o que me deixou a "engargalhar" foi o Paulo Portas declarar-se como possivel 1º ministro. Lindo!

 
Às 02:54, Anonymous Anónimo vai reclamar...

bigpenis fat scat
rape trannies fucking xxx
Motherson big tit bondage
drunk bdsm comics
pregnant masturbate tgp
bestiality facial post
bukkake interracial lesbian
shaved bizar be
tabletki femdom fisting
bukkake cartoons for sale

 

Enviar um comentário

<< Blog de Reclamações

|

Powered by Blogger

Estamos no Blog.com.pt Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com